Como ter um veículo com placa preta e qual a diferença

0

Conheça detalhes do que é obrigatório para que seu veículo seja condecorado com a exclusiva placa preta

Para quem é fã de carros antigos, conseguir a permissão para portar uma placa preta é uma vitória, já que o item é desejado por muitos colecionadores. Entretanto, obter o reconhecimento não é fácil. Os órgãos responsáveis, como o DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) exige uma série de documentos antes de permitir que um veículo antigo circule por aí com a placa preta. Listamos dez coisas sobre a placa preta que vão te ajudar na hora de tirar a licença:

APROVEITE [INSCREVA-SE] em nosso canal e assista a nossa última matéria em vídeo:

1- É preciso se submeter à avaliação de um clube credenciado pelo DENATRAN ou pela FBVA (Federação Brasileira de Veículos Antigos). Será necessário, antes que o órgão emita a nova placa, uma aprovação prévia de um clube que comprovará se o veículo em questão atende a uma série de exigências para emitir uma aprovação que se chama Certificado de Originalidade.

2- Somente veículos com mais de 30 anos podem tirar a placa preta, ou seja, somente carros fabricados antes de 1981. Por exemplo, um modelo como o Delorean DMC-12 pode tirar a placa preta no Brasil a partir deste ano, desde que seja do primeiro ano de fabricação do modelo (exatamente 30 anos).

3- É necessário que o carro que será avaliado para receber a placa preta conserve os itens originais. Como muitas peças de carros antigos não são mais fabricadas, a maioria dos clubes exige que 80% das peças originais estejam no veículo.

4- Estar em bom estado. Não adianta apenas chegar com um modelo com as peças originais, mas em péssimo estado. Os clubes e o DENATRAN exigem um estado de conservação mínimo de 70%. O carro não pode apresentar muitas partes sem pintura ou enferrujadas.

5- O veículo tem de estar limpo na hora da inspeção. Um carro sujo é considerado item desclassificatório. Limpe bem seu modelo, incluindo a tapeçaria.

Você está lendo isso? Seu futuro cliente também está! Anuncie no Guia Comercial do Clickaraçoiaba, é barato e dá resultado!

6- Mantenha a cor original do veículo. Cores que não existiam na versão original não são permitidas, assim como detalhes como adesivos, letreiros e logos.

7- Não é necessário ter itens de segurança que não são originais de fábrica. Por exemplo, se o modelo não vinha com cinto de segurança, não é preciso colocar um para ser aprovado pelo DENATRAN. Inclusive a placa preta dispensa dos veículos itens obrigatórios para carros de passeio convencionais, como extintores de incêndio.

8- Saiba onde fazer. Apesar da obrigação de serem credenciados pelo DENATRAN, os clubes que fazem as avaliações têm alguns critérios diferentes uns dos outros, inclusive o preço da emissão do certificado. A maioria dos clubes exige uma filiação antes de emiti-lo.

9- Modificações mecânicas são desclassificatórias. Não é permitido mexer no motor, por exemplo, que deve ser todo original. Por isso, grande parte dos veículos com placa preta não tem uma quilometragem muito alta.

10- Seu veículo passa a ser considerado de coleção, portanto, cuide bem dele. Após ganhar o Certificado de Originalidade de um clube e ter sua placa preta emitida pelo DENATRAN, o conselho é continuar a conservar com cuidado seu carro. Não há prazo de validade para a placa preta, nem vistorias posteriores, portanto a responsabilidade sobre o modelo é do dono. Lembre-se que o objetivo não é deixar um carro velho e sem condições andando pelas ruas, mas, sim, preservar a história.

Oferecimento:

Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999
Comente no espaço indicado aqui em baixo, e compartilhe isso com familiares e pessoas importantes para você.

Campartilhe.

Deixe Um Comentário