Região quer aumentar turismo na Flona

0

A fim de transformar a Floresta Nacional de Ipanema (Flona) em um dos principais atrativos turísticos da região, representantes dos municípios de Sorocaba, Iperó, Araçoiaba e Capela do Alto se reuniram nesta semana com o chefe da Flona, Rafael Ferreira Costa. Neste encontro foram discutidas estratégias para promover a Flona turisticamente, valorizando tanto sua riqueza histórica, arquitetônica, quanto natural. Vale ressaltar que a Flona abriga ainda, desde 2009, as instalações da Academia Nacional da Biodiversidade (Acadebio).

De acordo com o diretor da área de Turismo da Secretaria de Cultura e Turismo de Sorocaba (Secultur), Luis Bramante, este encontro faz parte do plano de trabalho da Secultur, que é o de firmar parcerias e trabalhar o turismo de forma integrada com os municípios da região.

Neste encontro, contou Bramante, surgiu a necessidade de formar uma Câmara Técnica de Turismo (formada pelos representantes dos municípios) dentro do Conselho da Flona, para discutir o desenvolvimento do turismo, a fim de que ele atinja, de forma efetiva, todas as cidades do entorno daquela Unidade de Conservação. “A Flona tem um imenso potencial turístico e precisamos trabalhar mais para que ela seja reconhecida como uns dos principais atrativos da nossa região”.

Nestas reuniões já surgiram algumas propostas de trabalho, como: criar um calendário de eventos regional, capacitar os moradores do entorno da Flona para trabalhar com o turismo, formatar produtos integrados, desenvolver o Turismo de Observação de Aves na Flona, verificar a possibilidade de implantar o Trem Turístico no trecho Sorocaba – Iperó, desenvolver o Turismo Rural nas propriedades do entorno da Flona e divulgar a Unidade de Conservação nos eventos realizados pelos municípios do entorno.

Para um próximo encontro, adiantou Bramante, os representantes já começam a planejar as ações em conjunto para efetivar a divulgação da Flona e seu potencial turístico.

Flona de Ipanema

A Unidade de Conservação, que abrange parte dos municípios de Iperó, Araçoiaba da Serra e Capela do Alto e abriga hoje cerca de 70 espécies de mamíferos, 343 espécies de árvores, 27 espécies de répteis, 36 de anfíbios e 37 espécies de peixes.

A Flona também guarda testemunhos da história, com sítios arqueológicos anteriores à chegada dos colonizadores, que estão protegidos pela mata do Morro Araçoiaba, um fenômeno ecológico, de formação vulcânica, com grande diversidade mineral, sendo a magnetita o minério predominante e utilizado para a fabricação de ferro na Real Fábrica de Ferro São João de Ipanema, criada por D. João VI.

Aberta ao público em 1998, as atividades de visitação realizadas na Flona têm nos fatos históricos seu principal eixo temático. Essas atividades são complementadas com percursos de caminhadas em trilhas naturais e de recreação e lazer.

Edição: Aurélio Fidêncio
Informações: JCS

Campartilhe.

Deixe Um Comentário