Variante do coronavírus, parecida com a da África do Sul, é identificada em Sorocaba

0

Informação foi confirmada pelo Estado nesta quarta-feira (31); Prefeitura de Sorocaba fará coletiva de imprensa para tratar do tema

Uma nova variante do coronavírus, parecida com a da África do Sul, foi identificada em Sorocaba. A informação é do Governo do Estado de São de Paulo e foi repassada durante apresentação do Centro de Contingência do Coronavírus no início da tarde desta quarta-feira (31). A situação motivou uma coletiva de imprensa na Prefeitura de Sorocaba, que deverá ocorrer também nesta quarta-feira (31), mas no final da tarde. Na terça-feira (30), o Cruzeiro do Sul buscou informações sobre o tema, mas não obteve resposta do Estado.

“A informação que nós temos é da identificação de uma variante sul-africana. Não é uma variante nova, mas ela é nova no Brasil. Não temos mais detalhes sobre esse caso, mas essa é a informação que recebi até o momento”, afirmou o diretor do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes.

———– publicidade inicio ———–———– publicidade fim ———–

Dimas Tadeu Cova, diretor do Instituto Butantan, afirmou que na terça-feira (30) foi concluída a análise laboratorial de material genético colhido pelo instituto e universidades que estão realizando as pesquisas em torno do tema. “Em Sorocaba foi identificada uma variante e que foi submetida ao trabalho. É uma variante assemelhada a da África do Sul, embora não haja histórico de viagem e de contato com viajante da África do Sul. Então, portanto, existe a possibilidade de que já seja uma evolução da nossa P1 (de Manaus) essa nova mutação da África do Sul”, afirmou.

A situação motivou uma coletiva de imprensa com o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga (Republicanos). O encontro, onde a Prefeitura de Sorocaba deverá apresentar detalhes e diretrizes para o enfrentamento da situação, deverá ocorrer a partir das 17h.

Estado não respondeu

Ao menos um dia antes da informação oficial sobre a nova variante, o Cruzeiro do Sul questionou o Estado e o Butantan sobre a situação. O assunto veio à tona segunda-feira (29), quando a reportagem apurou que o Butantan esteve em Sorocaba ao menos duas vezes em função da nova variante. Não houve resposta, nem do Estado e nem do Butantan.

O que se sabe sobre a nova variante?

As mutações dos vírus são minúsculas mudanças genéticas que acontecem quando o vírus faz novas cópias de si mesmo. Não há estudos conclusivos sobre a possibilidade de maior letalidade da variante africana. Entretanto, há indicações, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), de que ela é mais contagiosa. Em fevereiro, na África, o vacina da Oxford-AstraZeneca chegou a ser suspensa porque não seria eficaz para casos leves. O problema, ainda segundo a OMS, também ocorreria com as vacinas fabricadas pela Novavax e Johnson & Johnson.

Edição: Aurélio Fidêncio
Matéria: Marcel Scinocca
Fonte: jornal Cruzeiro do Sul
Clickaraçoiaba o Primeiro Portal de Notícias de Araçoiaba da Serra, no ar desde 1999.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário