Crespo é cassado e Jaqueline Coutinho assume como a nova prefeita de Sorocaba

0

Você está lendo isso? Seu futuro cliente também!
Anuncie no
GUIA COMERCIAL do CLICKARAÇOIABA
Custa pouco e da resultado.
(15) 99732-1144

DEMOROU MAS ROLOU, CRESPO ESTÁ FORA

Após mais de 13 horas de discussão e tentativas da defesa de atrasar a sessão, a Câmara Municipal decidiu, por 16 votos a quatro, cassar o mandato do prefeito José Crespo (DEM) e empossar a vice-prefeita, Jaqueline Coutinho (PTB). Jaqueline deve, de fato, assumir a Prefeitura de Sorocaba nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (2). Às 8 horas, a vice-prefeita tem uma reunião agendada com o agora ex-prefeito José Crespo, para definir detalhes da transição e do novo governo.

Jaqueline Coutinho foi empossada às 3h da manhã pelo presidente do Legislativo sorocabano, Fernando Dini. Em seu discurso de posse, ela afirmou que foi um dia histórico e relembrou que já alguns dias passou pelo mesmo processo no Legislativo, onde foi salva pelos parlamentares.

Em entrevista à repórter Cristiane Carvalho, do IPA Online, a vice-prefeita disse que respeitará a decisão dos vereadores, que entenderam por bem escolher a cassação. “Desde o início desse processo me mantive alheia à entabulação de quaisquer acordos. Eu como vice-prefeita jamais poderia me inscuir em quaisquer ações envolvendo o nome do prefeito”, explicou a vice.

Na madrugada de sexta-feira, logo após a Sessão Extraordinária que definiu a cassação do mandato de José Crespo, o presidente do Legislativo, vereador Fernando Dini (MDB) deu posse à prefeita Jaqueline Coutinho. No plenário da Câmara Municipal, com a presença dos vereadores e do público que acompanhou toda a sessão, a nova chefe do executivo assinou o Ato de Compromisso e Posse, e prestou juramento em que se compromete a promover o bem geral do município.

Jaqueline Coutinho – Prefeita de Sorocaba/SP

Em entrevista à repórter Cristiane Carvalho, do Jornal Ipanema, a vice-prefeita disse que respeitará a decisão dos vereadores, que entenderam por bem escolher a cassação. “Desde o início desse processo me mantive alheia à entabulação de quaisquer acordos. Eu como vice-prefeita jamais poderia me inscuir em quaisquer ações envolvendo o nome do prefeito”, explicou a vice.

Na madrugada de sexta-feira, logo após a Sessão Extraordinária que definiu a cassação do mandato de José Crespo, o presidente do Legislativo, vereador Fernando Dini (MDB) deu posse à prefeita Jaqueline Coutinho. No plenário da Câmara Municipal, com a presença dos vereadores e do público que acompanhou toda a sessão, a nova chefe do executivo assinou o Ato de Compromisso e Posse, e prestou juramento em que se compromete a promover o bem geral do município.

Posse de Jaqueline durante a madrugada

No primeiro discurso como prefeita, Jaqueline Coutinho declarou que essa é uma data histórica para Sorocaba, que passa por um momento difícil no âmbito político-administrativo, e firmou um compromisso de trabalhar ao lado do Legislativo para resgatar a confiança da população. “Espero que possamos caminhar juntos, com muita tranquilidade, harmonia e esperança, para resgatar o que é mais importante para uma população, a confiança, a credibilidade, a autoestima”, disse.

Quando questionada sobre se vai manter o secretariado do prefeito Crespo, Jaqueline teve que se ausentar. Ela disse, no entanto, que deve se reunir com o ex-prefeito José Crespo no início da manhã desta sexta-feira e depois conduzir uma reunião de secretariado.

A posse de Jaqueline Coutinho ocorreu após a Câmara de Sorocaba cassar o mandato do agora ex-prefeito José Crespo (DEM), por infração político-administrativa no caso do falso voluntariado na Prefeitura. O fato envolve a ex-assessora Tatiane Polis e informações obtidas pelas autoridades, em ações também conduzidas pela polícia civil e pelo Ministério Público.

Em seu discurso, Jaqueline Coutinho falou em dia histórico e destacou a autonomia do Poder Legislativo, que “representam o povo, os interesses do povo e votaram pelo povo”. A vice disse que não está feliz pelo momento que a cidade passa e relembrou que há alguns dias passou pelo mesmo processo na Câmara de Sorocaba.

Jaqueline Coutinho também ressaltou que respeitaria qualquer decisão que fosse dada na ocasião em que foi julgada na Câmara. Ela negou que tivesse feito qualquer movimentação política para a cassação de Crespo.

Vereadores optaram pela cassação

Para que Crespo perdesse o mandato, era necessário que pelo menos 14 dos 20 vereadores votassem a favor da cassação. Apenas quatro parlamentares foram contrários ao relatório da CP e 16 votaram “sim” pela cassação.

Questionado sobre o resultado, o advogado de Crespo, Marcio Leme, disse que ainda é cedo para dizer o que será feito.

Veja como votou cada vereador:

Anselmo Rolim Neto (PSDB) – Sim
Cíntia de Almeida (MDB) – Não
Hélio Mauro Silva Brasileiro (MDB) – Sim
José Francisco Martinez (PSDB) – Sim
Francisco França da Silva (PT) – Sim
Fausto Salvador Peres (Podemos) – Sim
Fernanda Schlic Garcia (PSOL) – Sim
Fernando Alves Lisboa Dini (MDB) – Sim
Hudson Pessini (MDB) – Sim
Iara Bernardi (PT) – Sim
João Donizeti Silvestre (PSDB) – Sim
José Apolo da Silva (PSB) – Não
Péricles Régis Mendonça de Lima (MDB) – Sim
Irineu Donizeti de Toledo (PRB) – Não
Luis Santos Pereira Filho (Pros) – Não
Renan dos Santos (PCdoB) – Sim
Rodrigo Maganhato (DEM) – Sim
Antonio Carlos Silvano Júnior (PV) – Sim
Vitor Alexandre Rodrigues (MDB) – Sim
Wanderley Diogo de Melo (PRP) – Sim

Edição: Aurélio Fidêncio
Matéria: Cristiane Carvalho
Fonte: Jornal Ipanema
Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999
PARTICIPE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP:
http://www.clickaracoiaba.com.br/?page_id=3899 


PARTICIPE:

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário