GCM dispara arma de choque contra mulher que fazia live ao questionar falta de médicos em PA

0

Você lê nossas matérias? Os clientes de seus concorrentes também lê, anuncie em nosso Guia Comercial custa pouco e dá resultado

GCM E POLÍCIA CIVIL CAPTURAM HOMEM PROCURADO POR TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM ARAÇOIABA

Uma mulher que aguardava por atendimento no Pronto Atendimento do Laranjeiras foi atingida por disparo de uma arma de choque pela Guarda Civil Municipal dentro da unidade de saúde, enquanto fazia uma Live no Facebook neste sábado (3) à tarde. Assista abaixo

No vídeo, Celia Ramos acessa os consultórios em que ficariam os médicos e mostra os locais vazios. Ela reclama na gravação que não há profissionais o suficiente para atender os pacientes que aguardam por atendimento. “Estou no P.A Laranjeiras passando super mal. Já me informei na frente. Era para ter quatro médicos de plantão. Já visitei todas as salas. Olha isso. Cadê os vereadores para verem uma coisa dessa? Um absurdo desse? Pessoas passando mal”, reclama.

Por volta dos 5 minutos do vídeo, um homem, provavelmente médico, aparece e a chama de “louca”. Em seguida, aparece um Guarda Civil Municipal. “A senhora está provocando”, afirma o guarda. “A senhora precisa procurar a prefeitura. Quem a senhora pensa que é para gritar?”, continua ele. Logo em seguida, ele aumenta o tom de voz e exige que ela desligue o celular. Ela recusa e então é atingida pela arma de choque e cai na sequência. A mulher chora de desespero afirmando que a arma acertou sua hérnia.

Ela pede por socorro e, quando o marido dela tenta ajudar, também é contido pelo guarda. As pessoas ao redor, inclusive a equipe que trabalha no PA apenas assiste a cena.

No total, o vídeo possui aproximadamente 19 minutos. Após levar o tiro, Celia levanta-se, pede socorro e diz que vai à delegacia registrar boletim de ocorrência. Para tentar acalmá-la, uma mulher aparece e oferece água. “Esse cara atirou em mim como se eu fosse uma bandida”, lamenta.

A publicação foi feita por volta das 14 horas. Em apenas uma hora, já possuía 11 mil visualizações e 448 compartilhamentos.

Prefeitura registra boletim de ocorrência contra paciente

A Prefeitura de Sorocaba informou, nesta noite de sábado (3),  que a Corregedoria Geral do Município instaurou processo investigativo para apurar as responsabilidades sobre o caso.

De acordo com a Secretaria de Segurança e Defesa Civil, responsável pela Guarda Civil Municipal, o guarda usou arma de choque para conter a cidadã porque ela estava gritando e fazendo transmissão de imagens sem autorização e porque desacatou o guarda.

Por conta da atitude da cidadã, a Secretaria de Segurança e Defesa Civil registrou boletim de ocorrência por resistência e desacato contra ela e o boletim também aponta uma ameaça feita ao guarda por um parente da cidadã no momento em que ela estava sendo contida.

O corregedor geral Carlos Alberto de Lima Rocco Junior vai convocar, a partir de segunda-feira (5), todos os médicos e funcionários que estavam no plantão para depor a respeito da denúncia e vai também requerer todas as imagens do dia para análise.

Secretária faz live para se posicionar

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook da Prefeitura de Sorocaba, a secretária de Saúde, Marina Elaine Pereira, tratou o caso como “isolado e lamentável” e ainda afirmou que o tempo médio de espera para este sábado era de 15 a 20 minutos. “Não tem tempo de espera absurdo, como às vezes ocorre em planos particulares”, defendeu-se. A chefe da pasta frisou ainda que havia quatro médicos atendendo o plantão, apesar de Céli ter mostrado salas vazias na unidade. Um médico que aparece no vídeo ao lado da secretária disse que, inclusive, estes médicos aparecem no vídeo gravado pela mulher que levou o choque.

Quem aparece no vídeo, também, é o médico que surge nas gravações de Célia chamando-a de “louca”. Para ele, o Guarda Municipal agiu “como deveria”. Ele alega que, no momento, ela “não teve a paciência de esperar 15 minutos”. “Nós, médicos, ficamos acuados com toda essa situação. Ficamos trancados no conforto médico esperando que ela se acalmasse. O Guarda Municipal interveio e agiu como deveria”, relatou.


Matéria: Aurélio Fidêncio
Fonte: GCM
Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999
PARTICIPE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP:
http://www.clickaracoiaba.com.br/?page_id=3899


PARTICIPE:

Campartilhe.

Deixe Um Comentário