Garota encontrada desorientada diz ter sido vítima de múltiplos estupros após festa em condomínio de luxo

0

ESTUPRO OU SEXO CONSENTIDO? COMO PODE SABER SE ESTAVA DESORIENTADA? A MENINA ESTAVA EM CONDIÇÕES DE CONSENTIR COM ALGO?

Uma garota de 15 anos encontrada desorientada após uma festa de Halloween em um condomínio de alto padrão, localizado em Votorantim, alega ter sido vítima de estupro.

A vítima fez o relato em inglês ao irmão, no hospital, ao afirmar que havia sido violentada por diversas pessoas.

Conforme o boletim de ocorrência registrado sobre o caso, a adolescente participou da festa na segunda-feira (1) à noite, onde estavam cerca de outros 50 jovens, todos da mesma faixa etária da menina.

Segundo a mãe da vítima, que é psicóloga, sua filha foi para a festa por volta das 19 horas, e deveria retornar para casa às 23h30. Entretanto, ela não voltou no horário estipulado e não atendeu as ligações da família.

Por volta da meia-noite, uma outra pessoa atendeu o celular da garota e relatou que a adolescente estava totalmente desorientada, suja de barro e tinha sido encontrada em uma outra casa. A vítima foi encaminhada a um hospital particular. Na unidade de saúde, a mãe da menina notou que a filha falava somente em inglês, algo atípico. Para o irmão, ela relatou, também em inglês, ter sofrido violência por diversas pessoas.

A mãe relata ainda no registro da ocorrência que sua filha não relata desconforto íntimo, mas apresenta lesões na testa e costas.

A garota passou por exames incluindo o toxicológico. Depois do primeiro atendimento no hospital particular, ela foi encaminhada ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba onde tomou a pílula do dia seguinte e um coquetel antiviral.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável pelo fato de a garota ser menor de idade e encaminhado para investigação à DDM de Votorantim.

AURÉLIO FIDÊNCIO

Uma acusação gravíssima como essa deve ser investigada com muita cautela e responsabilidade, pois a menina sob efeito de sabe-se lá o quê não teria condições de afirmar com certeza o que houve e onde estava, pode arruinar a vida dos rapazes num piscar de olhos, por outro lado se a relação ficar comprovada (independente de ser consentida ou não) o infrator ou os infratores devem pagar no rigor da lei.

Muito complicado, um genuíno “abacaxi” para as autoridades, até mesmo porque na contraparte também são apenas meninos sob efeito de sabe-se lá o que também.

Enfim, que a justiça seja feita na forma da lei, só a palavra de alguém não pode ser suficiente para determinar o fim da vida de uma pessoa e por outro lado o problema não pode ser minimizado e o episódio ser ignorado.

Só nos resta lamentar pelos pais e mães de todos os envolvidos e torcer para que tudo seja esclarecido.

Edição: Aurélio Fidêncio
Fonte: Jornal IPA
 

ASSISTA NOSSOS ÚLTIMOS VÍDEOS

Para assistir o vídeo click no link [INSCREVER-SE]

Para assistir o vídeo click no link [INSCREVER-SE]

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário