Justiça autoriza Suzane Richthofen sair do presídio para estudar

0

Condenada por matar os pais vai cursar farmácia no período noturno, na Faculdade Anhanguera, em Taubaté, no interior de SP

A Justiça de São Paulo autorizou, em decisão liminar, a saída temporária de Suzane Louise Von Richthofen para cursar farmácia no período noturno, na Faculdade Anhanguera, em Taubaté, no interior de São Paulo. A decisão do desembargador relator José Damião Pinheiro Machado Cogan é de 10/09/2021.

Richthofen foi condenada a 39 anos de prisão acusada de planejar e participar da morte dos pais, em 2002. Atualmente, ela cumpre regime semiaberto na Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia de Tremembé, que fica a cerca de nove quilômetro da faculdade.

O pedido foi protocolado em 12 de agosto, pois as aulas começaram em 16 de agosto. O Ministério Público apresentou um parecer contrário à saída detenta, alegando que não seria possível garantir a sua segurança.

 Entretanto, para o Tribunal de Justiça, Richthofen cumpre os requisitos para frequentar o curso, apresentando um bom comportamento. “Se o que a lei almeja é a reintegração social não há razão para que a mesma fique sem frequentar a faculdade onde conseguiu matrícula e financiamento de seu curso, tendo sido aprovada no Enem”, afirmou o desembargador na decisão.
A Secretaria da Administração Penitenciária informou, em nota, que até o momento não foi notificada sobre a decisão judicial. Por meio de nota a pasta disse que a direção da Penitenciária Feminina “Santa Maria Eufrásia Pelletier” de Tremembé não foi comunicada da decisão judicial.

Você está lendo isso? Seu futuro cliente também está! Anuncie no Guia Comercial do Clickaraçoiaba, é barato e dá resultado!

Relembre o caso

Em 31 de outubro de 2002, Daniel e Cristian Cravinhos, conhecidos mais tarde como “Os irmãos Cravinhos”, assassinaram Manfred e Marísia von Richthofen – pais de Suzane – com diversos golpes de marreta na cabeça enquanto eles dormiam. O crime frio e brutal chocou o Brasil, principalmente após a descoberta de que a ação havia sido planejada pela filha do casal, Suzane von Richthofen, com 18 anos na época.

De família rica e residente da zona sul de São Paulo, Suzane alegou em depoimentos que o namorado, Daniel, que teria arquitetado o plano. No entanto, o rapaz afirmou que a ideia partiu de Richthofen. O motivo do crime foi considerado torpe pela Justiça, já que conforme os depoimentos as alegações eram de que os pais de Suzane não aceitavam o namoro da filha com alguém de uma classe social diferente.

Suzane e Daniel foram condenados em 2006 a 39 anos e meio de prisão, Cristian, o irmão, a 38 anos e 6 meses.

Manfred era engenheiro e Marísia psiquiatra, profissão que, na época, causou diversas especulações sobre a mãe ter ou não observado traços perigosos na filha, já que posteriormente Suzane foi analisada por psicólogos e os resultados apontaram que a jovem era manipuladora e passivo agressiva.

Em 2018, já na prisão, um novo teste psicológico foi realizado e, segundo informações do Fantástico, da TV Globo, que teve acesso exclusivo ao laudo, Suzane seria uma pessoa egocêntrica, vazia, simplista e infantilizada; que não apresenta indicações de culpa nem de preocupações; e que possui sentimentos afetivos imaturos.

Atualmente, Suzane cumpre sua pena em regime semiaberto na Penitenciária Feminina de Tremembé. Recentemente, também foi autorizada pela Justiça a cursar a faculdade de Farmácia em uma universidade particular de Taubaté, após alcançar uma boa nota através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).


Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999

Curta nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/clickaracoiaba
#SuzanevonRichthofen, #Suzanerichthofen, #Suzanerichthofen, #suzanerichthofen, #suzanevonrichthofen

……………………………………………………………………………………

Veja mais matéria em vídeo :

Campartilhe.

Sobre o Autor

Comentários desativados.