Pesquisadores encontraram manuscrito ficou desaparecido por 300 anos

0

Pesquisadores encontraram na biblioteca da Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma uma obra raríssima e que não se sabia o paradeiro.

Foi localizado o documento original da “Clavis Prophetarum”, do padre António Vieira (1608-1697), o manuscrito ficou desaparecido por 300 anos.
A “Clavis Prophetarum” foi originalmente escrita em latim por António Vieira, ele trabalhou na obra por mais de 40 anos. No final da vida, já com a saúde muito debilitada, o padre chegou a ditar trechos do texto – ele morreu sem terminá-lo. O tratado fala de justiça e paz e da construção das condições que levariam à evolução positiva da sociedade. Com mais de 300 páginas, divididas em três volumes, o documento era conhecido por meio de uma série de cópias e traduções.
A descoberta foi apresentada pela equipe de pesquisadores portugueses e italianos na Universidade de Lisboa.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário