Cavalaria completa 126 anos e tem novo comandante

0

Você lê nossas matérias? Os clientes de seus concorrentes também lê, anuncie em nosso Guia Comercial custa pouco e dá resultado

O tenente-coronel João Alves Cangerana Junior assumiu a unidade policial

O Regimento de Polícia Montada (RPMon) – Cavalaria 9 de Julho comemorou, nesta quarta-feira (10), seu aniversário de 126 anos. Durante o evento, também houve a passagem de comando da unidade. 

O tenente-coronel João Alves Cangerana Junior assumiu a unidade policial no lugar do tenente-coronel Ronaldo Miguel Vieira.

 

Novo comandante

O oficial tem 46 anos, sendo 30 deles dedicados à Polícia Militar do Estado de São Paulo. Ele ingressou na instituição em fevereiro de 1988 no Curso Preparatório de Formação de Oficiais. Em agosto de 1993, foi declarado aspirante a oficial. 

O tenente-coronel é bacharel em Ciências Sociais e Jurídicas. Ele é pós-graduado em Ciência Política e Gestão Pública pela Universidade do Chile, em Direitos Humanos pela Universidade de São Paulo e em Direito Administrativo pela PUC. 

Durante a carreira, atuou por três vezes no RPMon – Cavalaria 9 de Julho. De 1993 a 2004, como aspirante a oficial, 2º tenente e 1º tenente.  No período de 2008 a 2010, como capitão da unidade e em 2018 como major, sendo atualmente tenente-coronel e comandante da tropa. 

Também trabalhou na Academia de Policia Militar do Barro Branco por duas vezes: de 2004 a 2008 e de 2010 a 2012. 

Foi capitão nos 3º e 47º Batalhões de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) e major no 18ºBPM/M.

 

SOBRE O REGIMENTO

Criado em 11 de outubro de 1892, o regimento tem o nome da data que marca a Revolução Constitucionalista de 1932. A denominação foi uma iniciativa, em 1955, do então governador Jânio Quadros. 

A cavalaria atua em operações especiais rurais e urbanas, controle de tumultos, no patrulhamento de áreas periféricas, parques públicos, estádios e em grandes eventos culturais e esportivos. 

Além da sede do RPMon, há 15 destacamentos sediados nas cidades de Avaré, Bauru, Campinas, Campos do Jordão, Guarujá, Itapetininga, Marília, Sorocaba, Rio Claro, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Mauá, Presidente Prudente, Santos e na Academia do Barro Branco (Capital).

Os cavalos contam com assistência veterinária 24 horas por dia, todos os dias. Todos são submetidos a um acompanhamento nutricional recebendo uma ração balanceada à base de feno. 

Os animais são higienizados diariamente e passam por vermifugação periódica. A sede também conta com um centro cirúrgico. 

De janeiro a agosto deste ano, a unidade realizou 58 prisões e apreendeu 15,5 quilos de drogas.

 

AÇÕES SOCIAIS

O Regimento de Polícia Montada também desenvolve atividades de fundo social, como o atendimento a pessoas com necessidades especiais em sessões de equoterapia. 

A equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem nas áreas da saúde, educação e equitação, com foco no desenvolvimento biopsicossocial de pessoas portadoras de deficiência física, mental e sensorial. 

Neste ano, 132 pessoas foram atendidas pela Polícia Militar. Entre os atendidos, estão os próprios policiais militares com deficiência, além de, especialmente, diversas crianças e adolescentes.

Matéria: Aurélio Fidêncio
Fonte: Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo
Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999
PARTICIPE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP:
http://www.clickaracoiaba.com.br/?page_id=3899


PARTICIPE:

Campartilhe.

Deixe Um Comentário