1º Tucano Corrupto preso pela Laja Jato: Ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB) se entrega à polícia.

0

Ex-governador era considerado foragido desde a manhã desta quarta-feira (23/5), após perder um recurso no Tribunal de Justiça de Minas Gerais

O ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), se entregou à polícia na tarde desta quarta-feira (23/5). Ele era procurado pelas autoridades desde às 8 horas, após uma condenação em segunda instância no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).
O tucano deve cumprir pena de 20 anos e um mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no esquema conhecido como mensalão tucano. O mandado autorizando o encarceramento foi emitido no fim da tarde de terça-feira (22/5). Como ele não se entregou durante a noite, foi dado como foragido.
Siga a página do Clickaraçoiaba do Facebook e fique por dentro das principais notícias e acontecimentos de Araçoiaba da Serra e Capela do Alto.
APROVEITE [INSCREVA-SE] em nosso canal e assista a nossa última matéria em vídeo:

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), os integrantes do grupo criminoso do mensalão tucano desviaram recursos de empresas públicas para financiar campanhas eleitorais na década de 90. O prejuízo aos cofres públicos passou de R$ 3,5 milhões. Na peça de acusação, os procuradores apontam que o ex-governador foi um dos articuladores e o principal beneficiado do esquema criminoso. Ele foi condenado por desviar dinheiro público de estatais como o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).
O crime, de acordo com o processo, ocorreu em 1998. Mas, a denúncia só foi apresentada em 2007 e tornou-se símbolo de lentidão da Justiça. Além dele, outras 14 pessoas foram denunciadas por práticas criminosas no mesmo processo.

A primeira condenação do ex-governador ocorreu em 2015, em primeira instância. Em agosto do ano passado, o TJMG manteve a condenação em segunda instância, mas não determinou a prisão imediata. A defesa recorreu, mas perdeu o último recurso durante o julgamento da Corte, nesta semana.
A defesa de Azeredo alega que o ex-governador não cometeu os crimes descritos pela Justiça. Ainda de acordo com os advogados, o processo se baseia em provas frágeis e que não são suficientes para resultar em qualquer tipo de condenação.

Edição: Aurélio Fidêncio
Matéria: Renato Souza
Foto: Luís Macedo/ Câmara dos Deputados
Edição de Foto: Aurélio Fidêncio
Fonte: Correio Braziliense
Clickaraçoiaba, O primeiro Portal de Araçoiaba da Serra – SP – Desde 1999
Curta nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/clickaracoiaba

Campartilhe.

Deixe Um Comentário